Clinica Odontológica Silvânia Rocha

Clinica Odontológica Silvânia Rocha
Clinica Odontológica Silvânia Rocha

Bem vindo, você é meu visitante número:

contador

Lomadee

Viaje pelo mundo com a ZARPO!

Patrocinando Em nossas Vidas

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Lampião e a blogagem Coletiva Escritos Lisérgicos Lendas Urbanas



A minha vó materna nasceu em uma cidade chamada Jeremoabo e desde pequena sempre ouvi falar que era uma das regiões mais secas do interior da Bahia.
Quando íamos dormir na casa dela (e nós adorávamos) ela ficava até tarde contando os causos dela e eu ficava bebendo cada palavra. Nossa! E ficava imaginando cada cena, cada detalhe.
Certa noite ela começou a falar de Lampião dizia que uma vizinha dela era parenta de uma integrante do bando chamada Dadá.
E foi assim
Minha vó dizia que Maria Bonita não era muito bonita kkk e ai de quem se atrevesse a chamá-la de outro nome.
Muito ciumenta contou que certa feita ficou sabendo que uma fazendeira ganhou um par de brincos de seu amado lampião. Sem saber se o fato era verdade ou não. Maria Bonita foi atrás da outra mulher pegou o facão e olhando cheia de ódio nos olhos da outra disse que ficaria com os brincos mas a orelha ficaria com os cachorros.
Ela dizia que por onde ele passava deixava rastro de dor e tristeza, que era história pura de quem dizia que ele tirava dos ricos para dar aos pobres isso raramente acontecia quando a cidade inteira se dispunha a ajudar o bando, dando guarida, moedas , roupas, comida e etc. Ai sim, antes de sair de tal cidade  ele deixava umas poucas moedas. Detalhe: moedas que roubou da própria cidade.
Minha vó contava que Dadá era namorada do Corisco que também fazia parte do bando e que assim que ele “namorou” com ela, “a bichinha” sangrou tanto que quase morre.
- Bichinha vó ? Bichinha? A mulher se entrega de bandeja para um cangaceiro muito mal e a senhora ainda chama de bichinha?  (kkk eu dizia)
Maria Bonita era tão ciumenta que quase mata uma das integrantes do bando de surra porque reparou que a tal mulher olhava a silueta de seu amado pela tenda de uma barraca.
As correções ela fazia na frente de todas as outras mulheres para servir de lição, de exemplo.

Meu avô fazia parte da policia no sertão e viva fora de casa nessa época atrás de lampião.
Ainda bebê minha bisavó quase entrega a sua filha (minha vó) para a mãe do lampião só foi recusada porque ela achou o bebe muito branco, parecendo uma alma penada kkk. Quero esse não. Mata! Disse por fim
Minha bisavó de joelhos segurando a barra da saia da mulher montada sob o cavalo, implorou por tudo e ainda pelo sentimento materno que por certo habitava na outra, uma vez que também era mãe.
Disse que um brilho estranho passou nos olhos da mulher e ela respondeu.
- Só porque se ajoelhou!  Mata mais não.
Ela contava que Lampião só gostava de tudo do bom e do melhor, imagina até perfume francês ele fazia questão de usar.

Essa é uma blogagem coletiva proposta por Christian V. Louis do blog Escritos Lisérgicos em parceria com o blog Uma Pandora e sua caixa.

Beijos e até a próximo post
Debby :)

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

5ª edição do BookCrossing blogueiro


Clica na imagem e segue o fluxooo kkkkk

Bjs 

Debby :)

Creche da Tia Debby - Ueebbbaaa :)

Antes de falar sobre a creche, no post de ontem eu disse que meu pequeno Jonh cortou o cabelo não foi?
Então se comportou que nem um homenzinho.
A mamys aqui se encheou de orgulho, quase chorei de emoção (só eu mesma!)
O cabelereiro ficou encantado com o comportamento do meu filhote.
Bem vamos a sessão de fotos kkk antes:

E depois 



O Tiago (Tá um homem não é? kk outro orgulho da mamãe aqui)

Depois que escolhi ser o pai e a mãe de meus filhos muita coisa em minha vida no geral mudou e muito. Não reclamo, mas algumas vezes me canso e muito.
Porque de repente nesses momento de cansaço é que me dou conta de quantas Déboras existem dentro de mim (ehhh mulherrr !!kkk)
Minha vida noturna a nivel social praticamente entrou em extinção e eu amo, amo ficar em casa com meu filhos. O Tiago já está um rapaz e graças a Deus não me dá trabalho algum. Mas o João ainda é completamente dependente então eu cai para dentro literalmente e sou protagonista de A a Z da famosa frase:
"Quem pariu Mateus que o balance!" 
E conto, conto muiiiiitooooo com a ajuda de minha fat family, pais e irmãos. 
Então quando eles (fat family) precisam sair a noite de vez em quando contam com o help da titia aqui.
MInha irmã é mãe do Pedro (que dá nó MESMOOOOOOO em pingo d'água) e meu maninho é pai da Duda (Maria Eduarda) que é a sobrinha mais linda e fofa que uma tia pode ter.
É, a sua também eu sei ! kkk
Saindo do trabalho numa noite linda de sexta-feira indo para casa (haimmm como sempre) minha mamys liga dizendo que tem o aniver do Helinho e Marcelo perguntou se eu poderia ficar com Duda. Aceitei sem pensar, minha gatinha já está mocinha com 5 aninhos recém saídos da casca do ovo. Eu disse sim.
10 minutos depois minha mana liga. 
- Estou indo pro aniver do Helinho você pode ficar com Peu.
(cumaaaa?? kk) bem, se eles não estivessem em espaços geográficos diferentes eu diria que foi tudo combinadinho kkkkkk
Tive que pensar né?
Pense numa criança ligada na tomada full-time, que quando não tem com o que brincar inventa de tudo e que é lindo, fofo mas muito, muito retado. Pensou?
O Peu é isso tudo e um pouquinho mais. kkk
Mas para o bem e felicidade geral da nação Rocha Acácio eu disse que fico e fiquei.
Não preciso explicar o olho enorme do tiago quando me viu entrar com Peu numa mão, Duda na outa e um mochilinha básica com tudo deles para aquela noite.
Nou vou postar fotos do Peu aqui porque a mãe dele e minha irmã não gosta então respeito é bom e todo mundo gosta.
A Duda é um doce de criança. Uma imaginação para lá de fértil quando está conversando com suas amigas imaginárias no telefone (kkk muito engraçado)

Peu é uma mistura de red-bull com adrenalina pura e na veia !kk
Sem exageros. 
Depois de correrem pela minha sala, de discutirem qual canal infantil assistir numa única televisão, de jogarem a caixa de brinquedos do Jão de cabeça para baixo, de transformar a minha sala num protótirpo da faixa de gaza lá pelas tantas Duda foi dormir.

pausa:
A titia também entrou legal em algumas brincadeiras principalmente quando tinha salgadinhos, jujuba  e pipoca no meio kkkk( a d o r ooooo)
Fim de pausa:

Era quase meia-noite quando Peu e João estavam "brigando" pela espaço no colo da tia e mamae Debby para dormir. Esse momento foi crucial para minha pessoa. Primeiro porque era humanamente impossivel me dividir em duas para atendê-los, segundo porque quando um parava de chorar o outro começava.
Descobri que meu pequeno John tem um ciumitcho pela mamãe aqui... a quem será que essa criança saiu meu deus??? kk
Então começou um desenho animado no disney channel que o João adora logo o choro acabou (oiaaaa!!kk) e foi correndo para a sala assistir.
Dai fiquei com meu sobrinho lindo no colo colocando ele para dormir mas sempre parava para responder quando ele perguntava
- Debby (eles insistem em me chamar pelo nome, que coisa séria viu?) a minha mãe já está chegando?
- Já meu amor, ela deve estar no engarrafamente mas pertinho daqui.
E meu anjinho dormiuuuuuuuuuuu
Quando voltei para sala meu pequeno john estava deitadinho no colchão (de Tiago que estava na sala) dormindo..

Uffaaa liguei para mamys e ela pegou os netinhos dormindo aqui em casa.

E eu as 02 horas da manhã fui dormir para acordar cedinho no sábado porque tinha que dá uma mão para mainha no caruru que ele fez para o aniver de meu maninho.

E que caruru... mas essa é uma outa história.


Bjs e até a próxima
Debby :)

  

terça-feira, 23 de outubro de 2012

Filhos crescendo - Desfraldando


Aconteceu de repente.
Nada planejado.
Não agüentava mais gastar com fraldas descartáveis, estava ficando financeiramente inviável mesmo.
Então, num belo final de semana surtei legal Kkk
E disse ao meu pequeno John.
-         Jão nada mais de fralda. Tem que pedir a mamãe para fazer xixi e o número 2 (eu disse o nome a ele claro! kk) antes ta?
-         Ta bom mamie.

Você acredita que mesmo respondendo positivamente levantando a cabecinha para cima e para baixo, ele entendeu?
NÃO!!!
Ele não entendeu mesmo
Meus sofás que o digam.
E comprem cuequinhas, muitas, muitassss mesmo.
O começo foi difícil, desesperador mesmo mas se a gente não tiver perseverança não consegue mesmo. Quando comecei a falar sério com ele. Assim, me abaixando até ficar do tamanho dele meus olhos na direção dos dele.
-         Filho, mamãe disse para pedir antes.

E comecei a fazer como vi no Agrega pais.
Perguntava sempre, sempre. Bebeu água 10 minutos depois eu perguntava.
-         Jão quer fazer xixi filho?
-         Quer mamaie fazer xici. Kk

 A experiência com o penico não deu muito certo comigo pois o penico algumas vezes virava praticamente a sombra do João kkk, onde ele o peniquinho ia atrás. Fora quando ele fazia o número 2 e queria sozinho limpar a bagunça que fazia.
O começo para ele é sempre uma festa, fazer xixi com emoção foi maravilhoso. Então lá vamos nós fazer xixi. Pego ele mostro todo o ritual ( se o papai poder ajudar com carinho e mostrando o passo a passo será ótimo para o pimpolho) e haja paciência. Porque inicialmente é farra pura para depois vir o condicionamento dele de perceber quando realmente existe a vontade.
Eu dei a sorte que ele associou o pedir, também ao número 2. Foi o casamento perfeito.
Então comecei a acostumar ele a pedir antes de realmente fazer o 1 ou o 2 fora do banheiro.
E lá ficava lendo historinhas,  perguntando como foi o dia na creche.
Mas do que nunca é essencial que o banheiro que nosso jovenzinho está começando a compartilhar com os adultos precisa estar sempre limpo, higienizado. 

E atenção
- Nunca deixe ele sozinho ir ao banheiro.
- Levante a tampa com todo cuidado e fique segurando para o caso dos meninos que precisam ficar de pé para fazer xixi.
- Segure sempre ele, mostre no começo que você estar por perto e aos poucos deixe ele ir sentindo o espaço sozinho. Mas fique sempre do lado. 
- A paciência terá que ser persistente principalmente no começo porque ele vai pedir e não vai ter vontade então tem que dar o tempo dele no banheiro para que ele veja que só pode falar se tiver com vontade mesmo.
- Fiquei atenta a tudo cheiro, cor pois qualquer alteração pode ser sinal de infecção urinária.

Importante: Informe a creche/escolinha que você entrou no desfralde a ajuda deles nesse começo será essencial.

A noite percebia que quando ele bebia água, suco etc.. antes de dormir o xixi era certo durante a noite.
Então aos poucos fui cortando.
Até que dormir sem fraldas é a glória, e assim que acorda levo meu pequeno para o banheiro para fazer xixi.

Esse final de semana levei meu pequeno John para cortar o cabelo mas as cenas deste próximo capitulo só depois... :)
Bjs e até a próxima
Debby :)



quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Deixa fluir



Participei de um congresso essa semana e um dos palestrantes (Jaime Nogueira da Gama) foi fantástico, sem desmerecer os outros, claro.
Não por ele ser o superintendente coorporativo de TI da empresa onde trabalho (kk)
Mas sempre que tenho oportunidade de assistir uma palestra dele nunca saio da mesma forma que entrei. Alguma coisa muda dentro de mim.
Fanática por leitura anotei todos os livros que ele indicou.
Como estou querendo bolar uma estante de indicação de boa leitura aqui no blog. Depois posto todos os livros indicados.
O tema do congresso foi voltado aos profissionais da área de TI (Tecnologia de Informação), mas se você tem um q de propensão a mudanças e inovação e não é um profissional de TI com certeza você iria se encontrar em algum momento.
Durante o coffe break, para a galera que queria ficar na sala, ele deixou rolando clips(tema musical) maravilhosos, nossa eu achei fantástico, começando pelo meu filme perfume de mulher (amei Gama) ,  Romeo e Julieta, Casablanca (meu clássico) entre outros.
Em um de seus temas falava da dificuldade que algumas pessoas possuem para mudar. Seja em que sentido for. Indicando para leitura o livro de Ramesh Balsekar – Deixe a vida Fluir.
 
E nesse instante meus botões fervilharam porque falando em quebra de paradigmas( padrões a serem seguidos) onde precisamos além de coragem, de muita força de vontade e acima de tudo criatividade, disposição e tino para inovação.
Pelo pouco que andei vendo desse livro na questão do desafio que o novo nos impõe, traz a tona questões que nos fazem ter uma compreensão mais profunda com relação a vida.
Outro livro que já está minha fila de leitura que ele também indicou é o "Imunidade a mudança" de Robert Kegan.
 

Acredito que esse livro venha a responder uma pergunta que me mata por dentro.
As pessoas podem realmente mudar?
Olha esse trecho que pesquei no sumário dele
"Se você chegar a sentir que a resposta à nossa segunda, e mais difícil pergunta também é sim, a mensagem central deste livro – as pessoas podem mudar – ganhará duplo significado para você: sim, as pessoas – mesmo adultas – podem fazer melhorias significativas em áreas específicas em que já haviam tentado muitas vezes e sempre fracassado; e, sim, mesmo “adultos” podem continuar desenvolvendo sistemas mentais mais complexos, análogos às transformações da infância para a adolescência, possibilitando uma percepção mais penetrante, mais responsável e menos egocêntrica da realidade."
 
Ele finalizou a palestra dele com frases maravilhosas e todas de efeito, lógico!kk
 
Mas tinha que ser como ele: Fernando Pessoa
 
 
 
Então divirta-se e boa leitura.
Bjs e até a próxima
Debby :)

Algumas vezes é preciso


Ultimamente meus dias estão sendo protagonistas do clássico.."Um dia daqueles !" kkk
E é justamente em dias assim que eu percebi que existe momentos em que a coragem só pega no tombo mesmo. Principalmente se você tiver medo de se jogar por completo no novo.
Que eu precisei sentir a mesma dor do outro para ver o quanto dói, o quanto a lágrima precisa ser sentida para que eu possa dar valor a tudo que vem de Deus e consequentemente do outro.
Algumas vezes é preciso ter a sensação de sentir-se remando, nadando se desgramando (kk) contra a maré para que eu possa não só valorizar, mas principalmente saber aproveitar os meus dias de calmaria.

Algumas vezes é preciso sentir medo. Deixar ele te invadir por completo pois é o medo que aciona as nossas valvulas internas de segurança, a nossa intuição e principalmente alavanca a coragem de ir ou de ficar.
Algumas vezes é preciso se deixar levar pelo momento. Captar com prudência e cautela os sinais que a vida e o universo a todo instante nos trazem. Tentar tirar de nossas mentes, de nossas memórias todo lixo que provém de um passado quase sempre morto e certo de não ser repetido, de não ser vivido.
Algumas vezes é preciso deixar a água limpar por dentro para podermos respirar mais tranquilos, para que possamos dar espaço para novos momentos, novos sentimentos para que possamos simplesmente re-fazer. Ainda que seja a mesma coisa mas com outra atitude.

Algumas vezes é preciso chorar, sorrir. Sentir!
Então se for para chorar, chore tudo que o seu intimo pede. Extravase, se for como eu de uma maneira muito intensa... que chore então por dias, por meses. Mas não deixe um sentimento indefinido, uma sensação mal sentida (?) essa que não nos permitimos sentir ao extremo, por inteiro, por completo, não deixe para o dia seguinte. Porque acumula, pesa.
Algumas vezes percebo que chorar é válido mas ficar triste, estou aprendendo a contar duas vezes, porque quando coloco na balança os motivos, as pessoas e os momentos que me causam alegria ganham disparados. Mas tem momentos em que estando triste percebo o quanto sou e vou continuar batalhando por dias melhores, vou continuar indo em busca de tudo que tenho de melhor, porque é o que me causa orgulho, é o que me traz alegria, é o que me atrai para você, para ele ou ela. É o que me faz ter a sensação indefinida e altamente prazerosa de ser e fazer a diferença.
Acreditando ser o que existe de melhor para deixar para os meus filhos. Esse caminho algumas vezes doloroso e outras maravilhoso, de buscar a si mesmo.
Lembrando que ainda estamos no mês de Outubro, o mês da consciência e da prevenção ao câncer de Mama.
Se você ainda não conhece a história emocionante da minha amiga Vania Ventim e sua experiência com o câncer de mama, leia aqui em baixo:


Bjs e até a próxima
Debby :)

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Perceba!



Hoje estava conversando com uma amiga, ela parou para atender um telefonema. E se demorou...
Fui na janela da sala dela em outro andar aqui da empresa, e fiquei observando a janela.
O trânsito, carros, motos, pessoas passando.... o mundo se movimentando. 
Tem momentos em que ficamos em dúvida, que pensamos em demasiando com a razão, que não é tão fácil tomar determinada decisão.
Em momentos assim quanto mais cautela melhor. 
Percebendo mas atentamente esse meu novo processo interno. Noto que a vida, Deus, o universo ou seja lá qual venha a ser a energia que nos move sempre manda sinais.
Você capta a vibração de um provável mudança, sente a brisa calma enviar sinais gradativos. Seja um e-mail, um telefonema, uma frase num livro, um conselho amigo.
Ultimamente ando meio sem tempo para a internet, então procuro escrever rápido, fazer tudo muito rápido para poder responder e-mail, postar imagens na minha pagina do face.. (gentemm tá ficando lindinha kkk eu e minhas missões.... nosssa!!), escrever o bom dia para a galerinha do grupo de mensagens mas escrever aqui no blog é diferente.
Soa como se eu estivesse tendo um cantato mais direto comigo mesma, como se eu estivesse de alguma forma me mostrando para mim mesma. Então tem postagens que depois fazendo a revisão com mais calma (isso aprendi depois kkk) paro e fico lendo algumas vezes o mesmo post e fico me perguntando:
- Nossa garotinha ( ai ai quarentinha que sóoo kkkk) você vai longe.
E ontem passei por um momento tristizinho, dificilzinho ( é já disse que problema a gente coloca no diminuitivo mesmo kk) chorei um cadinho no banheiro e quando voltei uma colega de trabalho entrou aqui com um arranjo de flores, lindo, lindo.
E eu comigo de novo.
- Bem que podia ser para mim.. e meu inconsciente já vendo as prováveis sortudas (Carol ou  Déa).
Foi quando a colega disse - É para você Debby !!
Não!!!! a tonha aqui ficou com um problema de surdez repentino e perguntou 3 vezes.
- É para mim ????
- Euzinha ??? kkk
- Onde é sua mesa menina, diz logo!
Apontei e tirei foto, claroooo

Então a Vaniquita do especial Outubro Rosa, lembram?  Me mandou esse arranjo lindo.
Obrigada amiga linda. A DO REIIII 
E são os sonhos que me movem profundamente tudo bem que já cai em cada enrascadinha que misericórdia... kkk mas sobrevivi. Mas não deixo de sonhar, de esperar sempre que o meu dia amanhã seja infinitamente melhor que hoje. E com alguns dos meus últimos acontecimentos eu estou aprendendo a confiar mais nessa certeza.
Foi quando recebi um e-mail de um amigo virtual que já conheço a decadas com um texto do Paulo Coelho sobre sinais.


Cada manhã traz uma benção escondida;
uma benção que só serve para este dia,
e que não pode ser guardada ou reaproveitada.
Se não usarmos este milagre hoje, ele se perderá.
Este milagre está nos detalhes do cotidiano;
é preciso viver, a cada instante temos a saída para o problema,
a maneira de encontrar o que está faltando,
a pista certa para a decisão que precisa ser tomada
para mudar todo o nosso futuro.
Mas como ter coragem para isso?
No meu entender, Deus fala conosco através de sinais.
É uma linguagem individual,
que requer fé e disciplina para ser totalmente absorvida.

Então, não alimente dúvidas ou insegurança.
Tenha fé em Deus, em você e no que você quer e espera de melhor para sua vida.
Deixe os dias acontecerem mas capte suas anergias, converse com seu intimo, se pergunte e espere a resposta das coisas da vida. No seu dia a dia.
E simplesmente perceba que são os nossos sonhos que nos movem, que movimentam as energias no universo e jamais deixe de sonhar devido as especulações externas.
Recebi esse video por e-mail e achei interesssante compartilhar com vocês



segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Outubro Rosa - Esperança (parte final)


Em primeiro lugar gostaria de pedir desculpas a você Vaniquita e a você meu nobre leitor, mas quando estou com enxaqueca mal consigo abrir o olho.
Então estava de molho esses 2 dias evitando assim o computador. Ainda estou com a ressaca dela. Mas está indo embora.
Então se você acompanhou a história dessa amiga minha sabe que elas viveu todas as etapas da descoberta do câncer de mama até essa última fase e nome melhor do que ESPERANÇA eu não achei.
E agora continua...

Após essas fases veio finalmente a ultima a de hormonioterapia, fase em que meus cabelos já estavam crescendo, minha pele gradativamente voltando ao normal e muita hidratação na mama para minimizar os efeitos da radio. A fase de hormônio foi mais branda, tranquila só não podia esquecer de tomar a medicação diariamente. Para mim essa medicação era a certeza e segurança de que o câncer não ia voltar incrível como o nosso subconsciente trabalha....Tomei hormônio por 05 anos. Nesse período  continuei com exames periódicos, consultas com vários médicos nas diversas especialidades e sempre contando os meses ,dias para esses 5 anos passarem logo. Foi quando minha oncologista me disse já acabou seu tratamento, fique nervosa em vez de ter alegria...finalmente o dia tinha chegado mas, a duvida bateu de frente comigo. Será que sem a medicação ele vai voltar? Não quero tirar a medicação, fiquei desesperada porque mi via sem meu amparo, sem a certeza de que o câncer não voltaria. Ficamos dialogando sobre esses questionamentos e fui encaminhada para psicologa. Na verdade já fazia terapia por que paralelo a doença tive outros problemas na minha vida.Separação, falecimento de minha mãe etc... Fatos aconteceram que mudou ainda mais a minha vida. Fiz a terapia proposta pele minha médica e resolvi me entregar de corpo e alma a Deus.. Sabe aquela frase,"Que seja o que Deus quiser" assim fiz..acreditei e esperei o tempo passar mas, sempre com a ajuda da terapia.


Hoje, o que posso dizer é que nos mulheres não somos o sexo frágil , somos fortes e guerreiras e para todas que não tiveram ....Se cuidem , façam os exames periódicos , não dói  e creia vale a pena ir ao médico periodicamente, fazer auto exame, ler sobre o assunto e qualquer mudança nas mamas corram não façam como eu ..."esperar a próxima consulta"..Esse foi meu grande erro!...Deixei para depois !!! Quanto as que estão fazendo algum tipo de tratamento, não deixem se abater , tudo é passageiro , sei que são meses de mau estar , dúvidas idas e vindas aos médicos, laboratórios mas, faz parte do tratamento e acaba! 
Acaba mas a luta continua porque temos que ficar atentas e ter paciência e confiar em Deus e na medicina. Hoje, a única coisa que diria a mais do que já disse é que ESPERANÇA é a palavra chave, é a que nos fortalece ,é a que nos devolve a vida , aos amigos , aos familiares , filhos , netos e principalmente a nos mesmas. Desistir jamais, lutar sempre, ser feliz sempre e viver cada dia como se fosse o ultimo. Fazer planos , ter metas porque a vida continua , porque Deus nos trouxe de volta a vida e olhar para frente perdoando aqueles que nos apontaram com o dedo indicador, aqueles que nos negaram um beijo, um abraço , uma palavra de conforto. 
Um beijo no coração de todos vocês e a você Debby o meu grande e fraterno carinho e respeito, siga em frente com seu blog nos trazendo temas tão polêmicos . Meus parabéns por sua iniciativa de publicar com tanta dignidade e respeito um tema no mês dedicado ao Movimento Mundial contra o Câncer de Mama. Mês rosa....linda cor, principalmente quando saímos do cinza.

Nem preciso dizer o quanto feliz fiquei com esse depoimento dela. 
O quanto fiquei orgulhosa de ver a coragem dela toda vestida de rosa segurando essa bandeira. E querendo dar esse alerta a nós mulheres.

Bom fechamos a semana do inicio de outubro com o tema do Outubro Rose - Prevenção do Câncer de mama. 
E agora com vocês algumas fotos que tiramos nos bastidores da empresa. 
Detalhe eu fui chamada totalmente de surpresa, por isso estou  assim sem graça, sem cor e sem batom kkkk


Espero que tenha conseguido não só te sensibilizar mas principalmente te alertar quanto a importância da prevenção. Não só o câncer de mama mas qualquer tipo de câncer que não podemos evitar mas que quanto mais cedo for detectado maior as chances de cura.

Bjs e até o próximo post 
Debby :)

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Pausa


Essa semana eu dediquei o blog em especial ao significado Rosa do mês de outubro.
E entrevistar a Vânia foi muito mágico para mim.
Enquanto ela descrevia cada fase, cada sensação de morte, de dor, de angustia que a perseguia durante a fase de tratamento do câncer. Eu mais admirava a força, a coragem e acima de tudo a fé de Vânia.
É certo que só entende quem passa.
Mas quando a gente coloca não só o corpo, mas a alma no lugar do outro. Dá para imaginar, para no mínimo deduzir o quanto teve de dor, de renuncia, de força, de vontade.
Entrevistar a Vânia norteou o meu dia de forma muito diferente, a noite não consegui conciliar o sono concatenando meus pensamentos. E ao mesmo tempo vendo as mulheres que fazem parte do meu dia a dia direta ou indiretamente e agradecendo a Deus por cada uma delas.
Principalmente a minha mãe.
A minha mãe me liga todos os dias, mas ouvir a voz dela no dia seguinte foi diferente.
Depois que ela falou as mesmas coisas de sempre kk, antes de desligar. Eu disse e acredito que passou despercebido por ela. Pois eu falei pausadamente
-         Mãe eu te amo muito.

Trabalhar numa empresa de saúde a gente aprende e se informa sobre um monte doenças, seu tratamento, prevenções, algumas dessas profissionais trabalham diretamente com os pacientes. Outras como eu aqui no bastidor. Fico muito feliz e de certa forma grata a Deus principalmente por me proporcionar um ambiente de trabalho tão saudável.
E pessoas como a Vânia e como outras colegas que fazem a diferença em cada dia tornando-o único e especial como eu acredito que deva ser todos os dias.
E para essas mulheres que fazem parte do meu dia a dia o meu muito obrigada.
Dra. Soria Ramos que trabalha no setor de Medicina Preventiva o meu obrigada pelos foldens e informações adicionais.
Muito, muito ROSA.

Essa semana eu reportei a história de Vânia Ribeiro Ventin enfermeira auditoria que trabalha na mesma empresa que eu. Descobriu o câncer de mama aos 50 anos de idade. Se você quer saber mais sobre essa luta maravilhosa de força, de dor, angustia, fé esperança leia também:
Outubro Rosa - QUIMIOTERAPIA/RADIOTERAPIA
Outubro Rosa - A ESPERANÇA

 E aguardem o final dessa história emocionante.

Bjs e até o próximo post
Debby :)


quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Outubro Rosa - Quimioterapa/Radioterapia




Meu tempo parou, minha vida parou porque por dentro eu sentia que vegetava.
A minha vaidade nessa época da quimioterapia tinha me abandonado ou eu abandonei ela.
Além dos vômitos, náuseas, mal estar geral, sentia um vazio muito grande dentro de mim. Esses efeitos duram poucos dias, mas durante o processo em que estamos na unidade tomando a infusão é que nos sentimos mais debilitada porque quando a medicação vai para nossa corrente circulatória os efeitos são imediatos.
Lembro nitidamente (e no momento até parece que estou sentindo aqueles efeitos.) que eu olhava e a medicação não acabava, parecia uma eternidade.
Dizia comigo mesma
- Meu Deus acabe logo com isso, eu não agüento mais.
Minha filha, ou cunhada, ou irmã, ou ex-marido, ou meu filho seguravam a minha mão e choravam junto comigo.
Muitas vezes eles tinham uma postura de fortaleza em minha frente, porém se revezavam na sala e hoje tenho certeza que eles saiam para não desabar em minha frente.
Ao voltar para casa sempre contava com a minha secretária que por sinal cuidava muito bem de mim, me dava gelo (para evitar vômitos, náuseas) , suco gelado, fora o suco de jenipapo que eu detesto aff eu nem queria beber nada só queria ficar quieta em meu quarto e sentir minha própria dor.
Segurei o máximo que pude, mas tinha momentos em que não segurava e as lágrimas teimavam em descer pelo meu rosto tão descolorido, tão sem vida.
Pêlo eu não tinha mais pelo meu corpo, unhas arroxeadas e isso me deprimia muito.
 Vânia e o filho.
Nossa! Como eu fiquei ... como mudei a minha aparência, acredite, nem me olhava pro espelho no inicio do processo.
Aos poucos fui me acostumando e tomando vontade de ficar mais bonitinha kkk maquiagem, lenços bonitos e etc.
Na radioterapia os efeitos são mais brandos, exceto ver aquela marca vermelha que marcava o local exato da aplicação. Foram 32 sessões de radio, minha mama já tão sofrida pelas irradiações ficaram pretas, e eu nada podia fazer. Só o tempo!
Um sentimento enorme de pena de mim mesma me inundava porque estava mutilada e não sabia o que a vida me reservava mais na frente.
Sempre fui temente a Deus e sempre pedi com muita fé que tudo aquilo acabasse logo se fosse para eu ficar boa.

Essa doença nos deixa cicatrizes profundas dentro e fora do corpo. E é, uma cicatriz muito feia, sei que meu médico fez o melhor possível, hoje já fiz minha plástica e creia está melhor que antes kkkk
Sempre quis que as pessoas conversassem comigo, me olhassem como eu olhava para elas.
Mas, olhar de pena, vixe ninguém merece, olhar de nojo muito menos. Mas tive alguns olhares de pessoas que me admiravam pela minha luta, pela minha coragem e pela minha força. Nem sei de onde vinha isso tudo.
Só queria mesmo era ser respeitada e tratada como uma pessoa normal e não ver as pessoas com o dedo indicador apontando para mim.

Meu nome é Vania Ribeiro Ventin tenho 58 anos de idade, tinha 50 anos quando descobri o câncer de mama, sou enfermeira auditoria. Junto com a Debby e esse espaço maravilhoso de interação e comunicação terei imenso prazer em relatar um pouco da minha experiência e mais ainda em ajudar, em informar sobre a prevenção do câncer de mama e dizer que com informação, prevenção e fé ele pode ter cura sim. Basta que a gente queira. Se você tem alguma dúvida, quer saber mais alguma coisa sobre o Câncer de mama pode me mandar um e-mail. vaniaventin@gmail.com
Se você se interessou por esta fase da minha vida, leia também
Outubro Rosa - SINOPSE

De acordo com um estudo realizado pela a OMS (Organização Mundial de Saúde). Mostra que metade de todos os fumantes chineses, e um terço dos fumantes indianos e vietnamitas, não sabem que fumar provoca doenças do coração. Mesmo em países desenvolvidos, como Canadá, Reino Unido, Estados Unidos e Austrália, entre um terço e metade dos fumantes não sabe que o fumo  passivo pode prejudicar o sistema cardiovascular.

No final de 2011, o Centro de Ciências Médicas da Universidade Federal da Paraíba revelou que mais de 80% dos jovens iniciados sexualmente desconhecem a ação da contracepção hormonal e não têm qualquer conhecimento sobre o uso da chamada pílula de emergência.

Em 2010, outro estudo realizado pela UNICAMP mostrou que 22% dos ginecologistas desconheciam o mecanismo de ação da pílula de emergência, acreditando que ela seria  unicamente um método abortivo.

Eu acredito que muito mais que ignorância o pré-conceito é falta de informação.

E para você que está morrendo de curiosidade de conhecer a Vânia... ou vaniquita como eu carinhosamento a apelidei. Aliás apelido é comigo mesma kkkk
Aqui está essa amiga que amo de paixão.

Bjs e até o próximo post
Debby :)

Você vai gostar de ler

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Campanha de incentivo a Leitura

Campanha de incentivo a Leitura
Vamos ler mais e melhor!