Clinica Odontológica Silvânia Rocha

Clinica Odontológica Silvânia Rocha
Clinica Odontológica Silvânia Rocha

Bem vindo, você é meu visitante número:

contador

Lomadee

Viaje pelo mundo com a ZARPO!

Patrocinando Em nossas Vidas

domingo, 13 de maio de 2012

Á Você...


Á você que chegou sem me avisar...
Sem eu menos esperar... 
 Tiago 01/04/1995

Que me fez te amar sem ao menos te olhar,
Que eu sentia a vida sem ao menos te tocar...

João Victor em 19/01/2010
Á você que fez em minha vida uma força de luta
Cada dia um pouco mais crescer.

Á você que me faz ver sempre um arco-iris
Um sol, em dias de chuva
Em dias frio


Á você que me fez e faz acreditar 
que Deus está sempre me reservando algo
Melhor amanhã e depois..
E depois



Á você
Que faz a vontade de continuar 
Em mim nascer de algum lugar
Que me faz querer lutar, conquistar
Correr atrás, não desanimar
Por mais que a minha alma
Queria desistir ou chorar

Á você que me faz
O dia esquecer 
Quando seu abraço nas noites 
Vem me aquecer

 Á vocês dois...
Minhas duas metades
Minhas duas almas encantadas, mágicas
Por Deus a mim concedidas
Á vocês que me fazem
Aprender, Sentir...e querer ser
Cada dia um pouco mais
MÃE


 

Mãe

Desde que bolei o arquivo blog confidencial (meio plageado do fastão eu sei rsrs) mas aqui na blogosfera achei inusitado fazer isso.
Venho ensaiando uma forma, uma maneira, um jeito de falar da minha mãe...
Até porque o dia (para lá de comercial) das mães está chegando.
Na verdade começei a escrever esse texto a semana passada mas devido a alguns contratempos não tive condições  de postar.
Para mim e não por hoje ser mãe,,, todos os dias são nossos, porque não tem um dia desde que optamos, desde que escolhemos ser mães... que não sejamos assim

MÃES

E desde que a minha madrinha (outra mãezona, minha segunda mãe mesmo) se foi, eu tenho mudando algumas coisas dentro e fora de mim no que tange meus sentimentos sejam eles quais forem, e a importância das pessoas na minha vida.
Está meio fadado fazer homenagens depois que alguém morre... porque ???

Lidar com a morte para mim é uma via de mão dupla ao mesmo tempo mágica, maravilhosa quando me preparo a cada dia para morrer melhor e mais feliz ( é meio louco né ??? mas eu penso e acredito assim ) e por outro lado trágica quanto a questão do amor-apego, aconchego, carinho, afeto e tudo de bom que um amor, seja ele qual for, nos traz e que esteja carimbado em alguma pessoa seja ela próxima ou não.

Não acredito no acaso e muito menos que essa ou aquela pessoa cruzou em meu caminho por coincidência por pior estrago que eu tenha permitido ela me fazer... foi um aprendizando (doloroso ) mas foi, e encaro como mais um degrau para a minha escadinha até o cara lá de cima... o meu amigão... mais que intimo esse sim sabe de tudo que falo, o que penso,,, até o que não quero falar e muito menos pensar... rsrs JC (na minha intimidade ) Chamo Jesus Cristo assim... e converso com ele ( orando claro ) como se ele estivesse sentadinho ao meu lado. Posso sim ser hipócrita comigo, com você, com ele, com ela mas como Jesus Cristo impossivel... porque ele conhece o mapa da minha alma...

Quando fecho meus olhos e penso na minha mãe...
As lágrimas sempre caem primeiro, porque sou manteigona mesmo como já disse aqui...segundo, porque como filha mais velha comi um pouco querendo e até mesmo sem querer o pão que o diabinho amassou com ela. As noites em claro que ela passou comigo em virtude da minha bronquite-asmatica..
Ela com a calça boca de sino imensaaaa rsrsr o lenço branco amarrando os cabelos longos, uma camisa xadrez amarela lavando a roupa numa bacia cromada e já amassada pelos anos de lida junto com ela.

Lembro dela fazendo a feira na antiga ceasa, de ônibus comigo a tira-colo, na época não tinha com quem me deixar e já tinha em seu tino não deixar a gente ( na época eu e a minha irmã ... ) com a nossa vó materna, porque vó era só em caso de emergência, no natal, dia das mães e ano novo... apesar da gente amar ficar na casa da nossa vó e eu saia no lucro porque era casa da minha madrinha também !!! E lá ela ia com a gente para a feira...e aquele cheirinho de coentro misturando com hortelã que nunca esqueço.
E acho que por isso que gosto tanto de comprar tempero verde nas quitandinhas e nas feiras mesmo...
A lama sempre estava nas nossas melissinhas rsrrs (quando chovia )...
E lembro dela pegando em cada fruta, em cada legume com suas mãos vendo se estava boa para levar ou não.
Enfim são tantas as lembranças que leveria dias aqui e não iria escrever o que quero.
Então escrevi um poema para minha mãe e separei algumas dicas legais em blog's amigos e se você tiver o material certo dá para fazer cada surpresa legal, todas com materiais ou coisas que não usamos mais.

Como esse exemplo que peguei no blog do Rodrigo Barba.. amei essas idéias com porta-cd com caixas de cd's que não nos servem mais.
Olha só.


Olha essa casinha de pássarinho
Aquelas caixas onde colocamos vários cd's/dvd's pode virar uma vasilhinha para mini-tortas, sandwuiches e etc.


Olha essa Luminária..


Bem vai lá no blog que tem cada dica bem legal, foi no blog dele que vi o projeto para mini-hortas em apartamentos FANTÁSTICO...
E agora ... meu poema para minha mamysss
Sei que talvez ela nunca leia primeiro porque é totalmente avessa a computador rs rs nem sabe ligar.... e disse que nao faz questão de aprender ms quando escrevi eu estava com muita, mas muita saudade da minha mãe porque foi um dos primeiros dia das mães sem ela, ou melhor sem nenhum deles lá de casa. Só o Tiago na época e o pai de João faziam parte de minha célula familiar.
Então !!!!

Para você... mãe em todos os dias, de todas as horas.
Mãe que gera, que adota, que compartilha
Que sorri e que as vezes chora.
Para você mãe ... eu desejo um dia repleto de graças...
De muita paz e de alegria
Bjs
Debby :)



Mãe
( Débora Acácio)

Mãe palavra pequena de grande significado
ser que pela graça de Deus teve
o dom da maternidade concedido.
Não importa a idade, a cultura,
a cor, a raça... és mãe, és única.

Mãe não no sentindo material de
parir.
Mas  no amor um outro ser nutrir,
educar e nas veredas do carinho instruir.
De seu ventre para a ciência ainda em mistério tens o poder de um outro ser conceber..
um outro ser da tua carne e sangue vai nascer.

Mãe significado único e puro,
quando honesto e sincero, de resignação,
de paciência, compaixão e perdão.
Ser que na imagem da virgem,
que nas histórias para santificar foi imaculada,
á sua semelhança e papel foram magistralmente
e maravilhosamente decalcada.

Mãe que chora, que clama, ora,
desespera e persevera. Na solidão única
de sua dor aparenta sempre um sorriso,
um ombro, um consolo, um conselho mais que amigo.

Mãe bendita és, o pão que de amor a alma,
que hoje é filha, alimenta.
És o amor que quebra as correntes,
os vicios e corrige os defeitos dos rebentos
nascendo ai sempre o pardão.
És o consolo amigo pela misericórdia de Deus aos homens concedido.
És a graça da vida pois de teu ventre o fruto
sempre será bendito.

Mãe quando no amor ser reveste para a criação
e educação nada mais se faz necessário falar,
escrever ... poetar.
Basta tão somente a Deus agradecer pelo meu cordão umbilical
ser fruto do teu amor mais que angelical.

Sua filha
Débora Acácio










Você vai gostar de ler

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Campanha de incentivo a Leitura

Campanha de incentivo a Leitura
Vamos ler mais e melhor!